terça-feira, 2 de agosto de 2011

E A PRÓXIMA MÚSICA VAI PARA...

...NELSON JOBIM, QUE É RUIM DO COMEÇO AO FIM!

"O homem que diz 'dou', não dá!
Porque quem dá mesmo, não diz.
O homem que diz 'vou', não vai!
Porque quando foi, já não quis.
O homem que diz 'sou', não é!
Porque quem é mesmo 'é', não sou.
O homem que diz 'tou, não 'tá!
Porque ninguém 'tá quando quer.

Coitado do homem que cai
no canto de Ossanha, traidor!
Coitado do homem que vai
atrás de mandinga de amor...

Vai! Vai! Vai! Vai! Não Vou!
Vai! Vai! Vai! Vai! Não Vou!
Vai! Vai! Vai! Vai! Não Vou!
Vai! Vai! Vai! Vai! Não Vou!"
(Vinicius de Moraes e Baden
Powell, Canto de Ossanha)

Nelson Jobim -- dito ministro da Defesa mas, na verdade, um mero porta-recados da caserna nos últimos Ministérios --, desde o ano passado vinha confidenciando aos íntimos que pretendia deixar o cargo em meados de 2011.

Fazia todo sentido, então, ele qualificar os outros ministros de "idiotas" e trombetear, sem motivo aparente, ter votado em José Serra na última eleição. Ou seja, não passariam de provocações, para ser mandado embora e sair posando de vítima.

No Roda Viva desta 2ª feira, entretanto, ou ele desconversou, ou está lelé da cuca. Vejam o que disse:
"A presidente é quem decide essas coisas. Se puder continuar, tudo bem. Se não puder, tudo bem".
"Sou ministro por prazer. Desejo continuar a fazer o que estou fazendo"
"A presidente Dilma é extraordinária. Minha relação com ela é ótima. Ela tem uma grande visão de Estado, uma visão de futuro".
"Não tenho nenhum problema, nenhuma dificuldade [com Dilma]".
Meu conselho à presidente é: manda logo esse baratinado ir cantar seu "Canto de Ossanha" noutra freguesia!

Nenhum comentário: